Orgulho e Preconceito

“Em vão tenho lutado comigo mesmo, mas nada consegui. Meus sentimentos não podem ser reprimidos; preciso que me permita dizer-lhe que eu a admiro e amo ardentemente”

Séries

O Divaneandoo mostrará algumas de minhas séries prediletas.

Músicas

Saiba minhas preferências musicais aqui no Divaneandoo.

Doramas

Fique por dentro das melhores séries asiáticas aqui no blog. You're Beautiful é e sempre será um dos meus queridinhos!

The King 2 Hearts

Um dos melhores doramas de 2012. Unindo romance, ação, suspense, comédia e drama numa história emocionante envolvendo uma monarquia coreana moderna em busca da unificação das Coréias.

Ojakgyo Brothers

Esse drama me cativou desde os primeiros episódios pela simplicidade da história e pelos inúmeros personagens pra lá de reais e apaixonantes. Confira a resenha aqui no blog.

Filmes de Bollywood

Não perca também as resenhas de filmes indianos aqui no Divaneandoo.

Séries Britânicas

BREVE resenhas de séries britânicas. North and South é uma das melhores e mais queridas! Minha predileta!

Animes

Aqui no blog você encontra resenhas de animes também.

Running Man

Running Man é um dos programas de variedades mais bem sucedidos na Coréia e aqui no blog você encontra resenhas de episódios. Garantia de risadas!

terça-feira, 25 de novembro de 2014

[VARIEDADES] Mix & Match - iKON

É com sentimentos contraditórios que venho hoje comentar sobre o mais recente programa de sobrevivência da YG - Mix & Match onde o anteriormente Team B é testado e com isso ganha uma nova formação. 
Antes de mais nada preciso dizer que sim, nunca gostei muito do Team B e não me condenem pois não só eu mas muitas Team A's da vida não conseguiram se simpatizar com eles em WIN (post aqui!) principalmente porque torcíamos tanto mas tanto para o A que o B não tinha espaço no nosso coração. Confesso que várias vezes em WIN cheguei a torcer até para o B errar a coreografia, afinar em algum momento de tanto que queria ver o A ganhar. Porém, várias pessoas conseguiram torcer para o A e se simpatizar com o B ao mesmo, ou vice e versa, meus parabéns pra vocês! Porque para mim, os únicos que de fato me cativaram no B foram o Bobby e o Junhoe em WIN. 

Quando Mix & Match foi divulgado fiquei revoltada confesso por motivos de:


- Não consegui entender como uma empresa que mal acabara de debutar um grupo, já começa a divulgar outro. Ainda mais se tratando de WINNER e Team B. Sabemos bem que no começo de WIN, Yang chega a dizer que o time perdedor não iria debutar. Depois foi mudando o discurso e no final falou que o perdedor poderia sofrer alterações de integrantes mas que debutaria também. Ok! Sinceramente depois do episódio 11 de WIN torci mesmo para que os garotos do B tivessem a chance de debutar então já esperava isso, mas não que outro programa de sobrevivência referente ao B fosse lançado durante as promoções do debut de WINNER ainda. 

- Yang que até então estava cativando as inner circles com todas aqueles elogios exaltando a capacidade dos membros de WINNER de produzir as próprias músicas e tudo mais no álbum de debut, começa então a babar elogios para o Team B, agora iKON dizendo que este sim seria próximo BIG BANG, B.I seu projeto de GD e faria sucesso em todas as partes do mundo, e entrelinhas desconsiderando WINNER. Nem a VIP incubada que há mim e muito menos a inner circle aqui gostaram disso. Mas fazer o quê, tudo isso só é uma extensão do que vimos em WIN.

- Fiquei MUITO indignada também porque a YG faria em Mix & Match três garotos do Team B (Junhoe, Yunhyung e Donghyuk) competir com três trainees até então desconhecidos, competir por quatro vagas no iKON. B.I, Bobby e Jinhwan já estavam confirmados no grupo. Não sabia se isso era mais injusto para o OT6 ou para os três trainees novos que no fundo estavam mesmo era competindo por uma vaga, já que dificilmente separariam o OT6. Os resultados seriam decididos desta vez não só pelo público mas pelos integrantes da YG Family também.

- E por último fiquei revoltada porque o Yang divulga Mix & Match e consequentemente que Bobby já estava garantido no iKON pouco tempo antes da final de Show Me The Money 3 - programa de batalhas de rappers onde B.I e Bobby participaram, sendo que o Bobby não só chegou na final como também ganhou. AMO o Bobby, de todo o coração, e acho ele muito talentoso, mas ao ver as apresentações do programa fica claro que seu competidor na final - Iron - era melhor. E o fato de M&M ter sido divulgado antes da final deve sim ter ajudado o Bobby. 

E assim decidi que nunca veria Mix & Match pois além de tudo isso, não suportaria acompanhar outro programa de sobrevivência depois de WIN. Pois bem, eu tinha mesmo um trauma com WIN e não gostava nem de ver as primeiras apresentações do Team A em vídeos CUT's por aí, pois já lembrava de todo o sofrimento e tudo mais da época. Porém, fiquei cansada de ver todo mundo conseguindo rever WIN e eu não, então aproveitei uns dias das minhas férias - mais especificamente um, já que revi tudo em um dia - e finalmente enfrentei meu trauma e revi o programa. E OMG, sofri tudo novamente e desta vez pude apreciar melhor os garotos do Team B. Comecei a ficar curiosa por Mix & Match e o fato de já saber os resultados e o programa já ter sido finalizado me estimularam mais a ver. Porque uma coisa é você acompanhar um programa de sobrevivência junto com a Coréia outro é você conferir depois de já saber os vencedores. Ainda sofremos de fato, mas não tanto! 

E assim enfim comecei a ver M&M e para minha total surpresa acabei gostando do programa por motivos de (atenção contem spoilers sobre os resultados):

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Empress Ki (K-Drama)

Empress Ki é aquele tipo de drama que é quase impossível resenhar pois há tantos desdobramentos e a história envolve tantos personagens nos seus 51 episódios que a blogueira aqui fica completamente perdida sem saber por onde começar. Mas de maneira bem geral - evitando spoilers - apontarei 10 motivos porque vale a pena conferir Empress Ki. Então sem mais delongas, vamos ao post:

Título: 기황후 / Ki Hwanghoo/ Empress Ki
Gênero: Romance, Ação, Melodrama, Épico
Total de Episódios: 51
Canal: MBC
Período de transmissão: 28 de outubro de 2013 à 29 de abril de 2014
Produção: Joo Sung Woo (주성우)
Direção: Han Hee, Lee Sung Joon ( 이성준)
Roteiro: Jang Young Chul, Jung Kyung Soon

1º) Roteiro bem construído:

Logo de cara o dorama nos mostra a coroação da Imperatriz Ki (Ha Ji Won) junto ao Imperador de Yuan (Chang Wook), mas trocando olhares tristes com o Rei de Goryeo (Joo Jin Mo). Mas aí somos levados ao passado e início de tudo. Acontece que estamos nos anos mil trezentos e alguma coisa quando Goreyo (Coreia) era subordinada a Yuan, sendo obrigada a enviar soldados e concubinas sempre que solicitado, fora os impostos e restrições de comércio. Pois bem, acompanhamos a história de Ki Seung Nyang desde quando esta era criança e viu a própria mãe morrer quando estavam sendo transportadas para serem concubinas de Yuan. Sozinha, Nyang passa então a se vestir como homem e acaba conhecendo inusitadamente o que viria a ser Rei de Goreyo - Wang Yoo. Os dois acabam tendo um relacionamento bem intenso de companheirismo. E nisso, Nyang logo conhece também o futuro Imperador de Yuan, o sensível e medroso Ta Hwan. Desde o início fica claro que o triângulo amoroso seria intenso e que haveria de acontecer ainda muita coisa para enfim uma garota como Nyang que além de ser de Goryeo fingia ser homem conseguir chegar a ser Imperatriz de Yuan. E quando mais desdobramentos vão surgindo há vários momentos em que é quase impossível imaginar que a cena da coroação que vimos no início do drama fosse tornar-se realidade. Não quero entrar em mais detalhes do roteiro para não prolongar-me; até porque para ser justa o post precisaria ser dividido por fases da história pra assim poder comentar melhor, porém não quero nem dar spoilers nem tornar a resenha cansativa.
E quando digo que o roteiro de Empress Ki é bem construído podem acreditar pois de fato é, pois um drama conseguir manter a atenção dos telespectadores por 51 episódios não é algo fácil. E Empress Ki consegue isso facilmente, nunca caindo na mesmice. Embora a corrida e disputa pelo poder em Yuan e a luta pela liberdade de Goryeo sejam as máximas na história.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Old Goodbye (SP)

Old Goodbye ou Old Farewell é um mini drama especial produzido pela MBC e transmitido no dia 09/11. E é lógico que eu não perderia por nada por motivos de Jang Hyuk + Jang Na Ra novamente juntos após Fated To Love You.
Primeiro, confiram o trailer que me fez surtar muito pois além do casal caracol temos Broken de Lifehouse - uma das minhas bandas prediletas pra sempre - ao fundo:
Pois bem, esqueçam Fated To Love You, pois em Old Goodbye, Jang Hyuk e Na Ra estão diferentes, um tanto quanto melancólicos, já que a temática é assim. A história é sobre um ex lutador de boxer Soo Hyuk (Jang Hyuk) que tem a oportunidade de voltar no tempo para tentar salvar tanto o casamento como a vida da esposa Chae Hee (Na Ra). 
E como estamos cansados de saber por já termos visto vários dramas com essa temática, viagens no tempo nem sempre dão certo e nunca são fáceis. 

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Surplus Princess (K-Drama)

Cada vez mais a tvN nos surpreende trazendo doramas pra lá de cativantes, e Surplus Princess não foi diferente. O drama já despertou curiosidade antes mesmo da transmissão, pois a temática sereia é algo que sempre provoca interesse. Os teasers e fotos me deixaram também bastante animada e quando enfim conferi os primeiros episódios, gostei ainda mais.
Título: 잉여공주 / Ingyeo Gongjoo/ The Mermaid/ Surplus Princess
Gênero: Fantasia, Romance, Comédia
Total de episódios: 10
Canal: tvN
Período de transmissão: 07 de agosto à 09 de outubro de 2014
Direção: Baek Seung Ryong (백승룡)
Roteiro: Ji Eun Yi (지은이), Park Ran (박란), Kim Ji Soo (김지수)

Surplus Princess conta a história de Aileen ou 18º sereia (Jo Bo Ah) que sonhava em tornar-se humana, principalmente por conta de Shi Kyung (Song Jae Rim), o qual sempre “apreciava” do mar. Isso mesmo, a sereia é um tanto quanto maluca e por que não dizer tarada?! 
Ela sempre via Shi Kyung nas imediações de onde ficava e acabou apaixonando-se pelo rapaz, que é um famoso cozinheiro. 
De alguma maneira, e depois de muita insistência a sereia consegue a fórmula de virar humana. Mas para tornar humana definitivamente, a sereia teria que em 100 dias encontrar o amor verdadeiro.
 

Motivos porque Surplus Princess foi tão cativante

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

God's Gift - 14 Days (K-Drama)

A verdade é que estou totalmente sem palavras e não tenho ideia de como fazer uma resenha digna para God’s Gift -14 Days! Minha vontade é de apenas chegar aqui e somente falar para vocês: ASSISTAM, pois é o melhor drama de 2014 (empatado com It’s Okay, That’s Love talvez) e pronto! Para que comentar mais alguma coisa? Só entende o que se sente sobre God’s Gift quem viu o drama então palavras não são muito necessárias! Porém, como blogueira determinada vou aqui tentar o meu máximo para pelo menos tentar passar um pouco do que senti, sem claro soltar spoilers e assim pretendo convencer a quem ainda não conferiu dar uma chance à este FANTÁSTICO dorama! 
Title: 신의 선물 - 14 / Shineui Sunmool - 14 Il, God's Gift - 14 Days
Gênero: Melodrama, Fantasia, Suspense, Thriller, Ação
Total de episódios: 16 + 1 especial
Canal: SBS
Período de transmissão: 03 de março à 22 de abril de 2014
Produção: Han Jung Hwan, Lee Hee Soo (이희수)
Direção: Lee Dong Hoon

Roteiro: Choi Ran

5 motivos porque God’s Gift é um DORAMA IMPERDÍVEL:

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Cunning Single Lady (K-Drama)

Na minha eterna saga de tentar terminar todos os dramas que um dia comecei, optei nas últimas semanas por Cunning Single Lady. Estava precisando de uma comédia romântica água com açúcar, e o drama veio muito bem a calhar! E o fato de ter os lindos Kang Joon (Roommate) e MyungSoo ou L (INFINITE) só contribuiu ainda mais para me cativar. Dedico o post à minha amiga Mônica Costa, fã número um desse drama! E sem mais delongas, vamos ao post então:


Título: 앙큼한 돌싱녀 / Angkeumhan Dolshingnyeo/ Cunning Single Lady
Conhecido também como: Sly and Single Again
Gênero: Romance, Comédia
Total de episódios: 16
Canal: MBC
Período de transmissão: 27 de fevereiro à 24 de abril de
Produção: Go Dong Sun
Direção: Go Dong Sun, Jung Dae Yoon

Roteiro: Lee Ha Na (이하나), Choi Soo Young (최수영)




Motivos porque vale a pena conferir Cunning Single Lady:

1º) Temática de divórcio 
Lembro que Cunning Single Lady foi transmitido praticamente na mesma época de Emergency Couple e choveram comparações, já que ambos abordam a temática de divórcio. E essa temática do casal já ter sido casado, e depois de algum tempo separados voltam a se encontrar e se apaixonam novamente, acaba sempre me cativando. Várias cenas divertidas são garantidas e dramáticas também. O casal por já ter tido uma convivência, sabem os defeitos de cada um e por já terem sido feridos um pelo outro, a volta é sempre mais complicada. Pois querendo ou não, é mais difícil voltar com a pessoa que outrora te feriu e os desdobramentos e a forma como a história é conduzida acaba de alguma maneira sendo mais madura.
Em Cunning Single Lady, Na Ae Ra (Lee Min Jung) pede o divórcio quando o marido larga o emprego de funcionário público para abrir o próprio negócio e este não vinga. Cansada de dívidas e sem perspectivas futuras, Ae Ra acreditou que sua melhor opção era divorciar-se.
Anos depois, ela volta a encontrar o ex marido, mas agora Cha Jung Woo (Joo Sang Wook) é um nome conhecido nacionalmente já que tornou-se CEO e sua empresa é uma das mais importantes do país. Querendo vingar-se diante da agora soberba do ex marido, Ae Ra decide entrar na empresa como estagiária, até porque estava desempregada. Ae Ra acredita que fará o ex apaixonar-se por ela rapidamente. Doce engano!Jung Woo não é mais o “bobo” de outrora que casou-se com Ae Ra e deixa bem claro que a acha materialista e fútil, mas a aceita na sua empresa. Quem acaba mesmo se vingando é o Jung Woo já que agora ele é rico e ela depende de um emprego temporário.
Porém, a verdade é que ele apesar de posar de durão, ainda é apaixonado por ela mas vai custar a admitir. E é interessante ver os desdobramentos desse casal gato-rato, que vive brigando e não se entendem de maneira nenhuma. Em determinado momento, você já está cativado por ambos e não vê a hora dos dois cabeçudos baixarem a guarda e superarem o passado, e se darem uma nova chance.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

[VARIEDADES] ROOMMATE - 1ª Temporada

O post de hoje é sobre um dos programas de variedades mais cativantes do ano. Roommate é uma espécie de Big Brother, só que lógico, de outro nível bem diferente. Os participantes são celebridades que passam a morar juntas, porém não ficam confinadas - podem cumprir seus compromissos profissionais normalmente. O programa teve seu primeiro episódio transmitido em 04 de maio e o último dia 14 de setembro, sendo que esta primeira temporada compreendeu 20 episódios, com média de duração de 1 hora e meia a duas horas cada. 
Pensei em várias maneiras de como fazer este post e enfim me decidi por falar um pouco dos 11 participantes e não separar os melhores momentos. Foram tantos momentos que gostei que tenho absoluta certeza que aos colocá-los em tópicos acabaria me esquecendo de vários. E também vou tentar falar das coisas que não gostei tanto e dos motivos que me fizeram parar de acompanhar o programa semanalmente da metade pro fim. Então vamos ver o que vai virar este post, espero que gostem e que eu consiga passar tudo que senti ao acompanhar Roommate.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Itazura na Kiss 2 – Love in Okinawa: Special

Quem mais aí já não se aguenta mais de ansiedade pela segunda temporada de Itazura na Niss?? EUUUUUU! Pois bem, ano passado esse remake foi um dos meus maiores surtos e logicamente não poderia deixar de vir compartilhar com vocês sobre o especial que tivemos mês passado, mais propriamente a lua de mel do casal. Espero que gostem!

==================
Para quem ainda não conhece a história configuram meu post sobre a primeira temporada aqui!
==================
 

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Nodame Cantabile (J-Drama/ SP/ Filmes)

Para minha total vergonha eu ainda – depois de quase 4 anos de dorameira – não tinha visto simplesmente um dos dramas asiáticos mais famosos e queridos de todos os tempos. Mas antes tarde do que nunca e estou aqui para falar desta história sensacional e pra lá de emocionante e cativante. Espero que gostem do post pois sinceramente eu ainda não superei Nodame Cantabile então nem sei direito como fazer esta resenha, mas vamos lá: 

Antes de tudo preciso confessar que eu fui uma idiota e sem noção porque ainda no meu primeiro ano de dorameira comecei a ver Nodame Cantabile mas não aguentei nem 2 episódios. Acabei desistindo! Tudo porque na época eu ainda não estava familiarizada com esse humor “pastelão” de jdramas, esses efeitos de anime e cenas forçadas do tipo. E assim desisti, e só dei de fato uma nova chance a Nodame Cantabile agora porque o remake coreano está para estrear e bateu aquela velha curiosidade de continuar o jdrama e ver o porquê ele é tão comentado e recomendado até hoje, e porque os fãs estão todos alvoroçados com o remake desta história. Afinal, o que ela tem de especial? Aliás, com o passar do tempo fui sentindo cada vez mais culpa por ter desistido desse drama e enfim resolvi encarar novamente e aqui estou eu: TOTALMENTE ARREBATADA POR NODAME CANTABILE!


Título: のだめカンタービレ, Nodame Cantabile
Gênero: Comédia, Musical, Romance
Total de episódios: 11
Canal: Fuji TV
Período de transmissão: 16 de outubro à 25 de dezembro de 2006
Roteiro Original: Ninomiya Tomoko (Nodame Cantabile manga)
Roteiro Adaptado: Etou Rin
Produção: Wakamatsu Hiroki, Shimizu Kazuyuki

Direção: Takeuchi Hideki, Kawamura Yasuhiro, Tanimura Masaki



10 motivos porque Nodame Cantabile é tão amado! 

sábado, 4 de outubro de 2014

Fated To Love You (K-Drama)

E finalmente venho falar de um dos dramas mais amorzinhos do ano, e aliás, nunca vi tanta gente me pedindo para resenhar logo um drama como agora com Fated To Love You. Ontem tomei coragem e vi os dois últimos episódios que protelei por semanas pelo simples motivo de não querer me desapegar do Gun e cia, e trago hoje então o post, espero que gostem:
Título: 운명처럼 사랑해 / Woonmyungcheoreom Neol Saranghae
Também conhecido como: Fated To Love You/ You Are My Destiny
Gênero: Romance, Comédia
Total de episódios: 20
Canal: MBC
Período de transmissão: 02 de julho à 04 de setembro de 2014
Produção: Han Hee, Kim Mi Na (김미나), Jung Jae Yun (정재연)
Direção: Lee Dong Yoon, Kim Hee Won (김희원)
Roteiro: Joo Chan Ok, Jo Jin Kook

Sem dúvida, Fated To Love You foi um dos dramas mais aguardados do ano, afinal a versão original, a taiwanesa de 2008, fez um imenso sucesso e até hoje é muito querida. Confesso que ainda não terminei esta versão, que inclusive fiquei interessada desde quando me tornei dorameira em 2011, mas por ter visto um certo spoiler sem querer, acabei adiando e adiando e só fui começar mesmo alguns dias antes da estreia da versão coreana. Minha intenção era ver as duas versões juntas e fui competente apenas até a metade da história. E isto por vários motivos: comecei a ver vários kdramas em exibição afinal estávamos diante da melhor temporada do ano, meu pc quebrou e vou logo confessar que o Gun coreano me conquistou tanto e é tão cativante que me era difícil voltar pra taiwanesa e passar raivinha com o protagonista de lá. Mas como ainda não terminei não posso nem ficar fazendo comparações. E a verdade é que estou gostando da taiwanesa, tem seu encanto e sabe ser divertida e fofa também. Espero logo terminar e trazer resenha sobre ela! E vamos falar da coreana então e para isto separei 10 pontos sobre o dorama para comentar:

1º Roteiro bem construído:
Para quem não sabe, Fated To Love You é sobre um casal de desconhecidos que sem querer, acreditem, passam a noite juntos. E disso adivinhem? A moça engravida e o cara acaba tendo que se casar com ela, mesmo amando outra. A história em si é bem clichê, mas o roteiro do dorama foi tão bom que mesmo já sabendo o que ia acontecer, mesmo assim, ficava ansiosíssima por mais episódios toda semana. 
Eu simplesmente adoro essa temática do casal ter que se casar sem se gostarem de fato! Há sempre muitas cenas clichês legais e aquela coisa de começarem a se gostar pouco a pouco é bem gostosinha de se acompanhar.